terça-feira, 26 de maio de 2009

NÚCLEO INTEGRADO DE SAÚDE AUDITIVA

Serviços de referência no território para atendimento em saúde auditiva: realizam diagnóstico, encaminhamento para o fornecimento de aparelho, acompanhamento e reabilitação auditiva.
Para ser atendido, é preciso produrar a UBS mais próxima de sua casa. Esta unidade fará o agendamento no núcleo de referência do seu domicílio, de acordo com a sua necessidade.

NÚCLEOS INTEGRADOS DE SAÚDE AUDITIVA - NISAS

Coordenaria de Saúde Leste:

Supervisão de São Miguel
NISA I - AE TITO LOPES
R Antonio Gama de Cerqueira, 347
Tel: 11 2956-9099

Supervisão de Guaianases
NISA I - AE JARDIM SÃO CARLOS
R Macabu, 35
Tel: 11 2557-7021 / 2553-0247

Supervisão de Itaquera
NISA I - UBS Nsa. Sra. Aparecida
R Guaia Guaçu, 01
Tel: 11 2079-7871

COORDENADORIA DE SAÚDE SUL

Supervisão Capela do Socorro
NISA I - AE Dr. Milton Aldred
R São Caetano do Sul, 381 - Grajaú
Tel: 11 5932-2015 / 5528-1475

Supervisão de M'Boi Mirim
NISA I - AE Ibirapuera
R Felipe de Vitry, 280 - Jd Ibirapuera
Tel: 11 5894-7256 / 5897-3017

Supervisão de Campo Limpo
NISA I - AE Pirajussara
R Amadeu da Silva Samello, 423
Tel: 11 5843-6257

COORDENADORIA DE SAÚDE NORTE

Supervisão de Pirituba / Perus
NISA II - AE Pirituba
Av Menotti Laudisio, 100
Tel: 11 3974-8539 / 3974-7000

Supervisão Santana / Tucuruvi / Jaçana / Tremembé
NISA I - AE Prof. Armando de Aguiar Pupo (Tucuruvi)
Av Nova Cantareira, 1467
Tel: 11 2952-5311

Supervisão de Casa Verde / Cachoeirinha
NISA I - Casa Verde Baixa - Walter Elias
R Mourão Vieira, 11 - Casa Verde Baixa
Tel: 11 3858-8593

COORDENADORIA DE SAÚDE SUDESTE

Supervisão Ipiranga
NISA I - AE Dr. Flavio Gianotti
R Xavier de Almeida, 210 - Ipiranga
Tel: 11 2063-0622 / 2061-9390

Supervisão Vila Mariana / Jabaquara
NISA I - AE Dr Alexandre Kalil Yasbek - Ceci
Av Ceci, 2235 - Planalto Paulista
Tel: 11 2275-1999 / 2577-9143

Supervisão Penha
NISA II - AE Dr Maurice Patê - Penha
Praça Nsa Sra. da Penha, 55
Tel: 11 2092-4845

COORDENADORIA DE SAUDE CENTRO OESTE

Supervisão Butantã
NISA I - AE Jardim Peri-Peri
R João Guerra, 247 - Jd. Peri Peri
Tel: 11 3742-0552

Supervisão Lapa / Pinheiros
NISA I - AE Dr Fernando Ramires Cruz - Lapa
R Cotoxó, 664 - Vila Pompéia
Tel: 11 3865-2213

Supervisão Sé
NISA I - UBS Santa Cecilia Dr Humberto Pascale
R Vitorino Carmilo, 599 - Campos Eliseos
Tel: 11 3826-0096 / 3826-7970
*
*
*
*
Mural:



SERVIÇOS DE REABILITAÇÃO - SÃO PAULO

Serviços de referência no território para atendimento a pessoas com deficiência que requerem cuidados de reabilitação, realizam a prescrição, avaliação, adequação, treinamento e o acompanhamento de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção.

Para ser atendido é preciso procurar a UBS mais próxima de sua casa. Esta unidade fará o agendamento no núcleo de referência do seu domicílio, de acordo com a sua necessidade.


Endereços das Unidades Básicas de Saúde:

Confira, pela Subprefeitura, os endereços das unidades municipais onde você pode marcar consultas com especialistas – ou, se for o caso, passar por uma triagem e constatar que seu problema cabe a um clínico-geral. O esquema substitui o agendamento antes feito pelo telefone 0800-556331. As informações são da Secretaria Municipal de Saúde

Aricanduva
UBS Jd. Iva: Rua Miguel Bastos Soares, 365, – Tel.: (11) 271-0884
UBS Vl. Antonieta: Rua Cel João Oliveira Melo, 440, – Tel.: (11) 6724-9034
UBS Vl. Carrão: Rua Dr Jaci Barbosa, 280, – Tel.: (11) 6781-2059
UBS Vl. Formosa: Rua Tirana, 26, – Tel.: (11) 6674-5246
UBS Vl. Formosa - Antonio da Silveira E. Oliveira: Rua Acurui, 720, – Tel.: (11) 6673-4130
UBS Vl. Formosa - José Gonzales: Rua Nossa Senhora das Dores, 350, - Tel.: (11) 6910-0235
UBS Vl. Guarani: Rua Teresinha, 123, Jd. Maringá – Tel.: (11) 216-1869
UBS Vl. Nova Manchester - Arlindo Gennari: Praça Haroldo D'atro, 461, – Tel.: (11) 295-4163
UBS Vl. Nova York: Rua Dr Edgard Magalhães Noronha, 200, – Tel.: (11) 6721-2707
UBS Butantã - Samuel Barnsley Pessoa: Rua Cabral de Menezes, 51, Vl. Gomes – Tel.: (11) 3726-8591
UBS Caxingui - Nanci Abranches: Rua Ladislau Roman, 410, Caxingui – Tel.: (11) 3721-0175
UBS Jd. Boa Vista: Rua Cândido Fontoura, 620, Jd. Boa Vista – Tel.: (11) 3782-8380
UBS Jd. D'abril: Rua Paulo Maranhão, 444, Jd. D'abril – Tel.: (11) 3782-4742
UBS Jd. Jaqueline: Rua Bonifácio Veronese, 10, Jd. Jaqueline – Tel.: (11) 3751-1665
UBS Jd. São Jorge: Av. Ângelo Aparecido dos Santos Dias, 331, Jd. São Jorge – Tel.: (11) 3781-3817
UBS José Marcílio Malta Cardoso: Rua Dr Bernardo Guertzenstein, 45, Rio Pequeno – Tel.: (11) 3768-1569
UBS Paulo VI: Rua Vaticano, 69, Jd. João XXIII – Tel.: (11) 3782-0838
UBS Real Parque - Paulo Mangabeira A. Filho: Travessa Antônio Monteiro de Barros Neto, 31, Real Parque – Tel.: (11) 3758-2329
UBS Rio Pequeno Paulo de Barros Franca: Rua João Luiz Matheus, 34, Rio Pequeno – Tel.: (11) 3768-9460
UBS Vl. Borges: Rua Jacinto de Morais, 22, Jd. Cláudia – Tel.: (11) 3782-4739
UBS Vl. Dalva - Eng Guilherme Henrique Pinto Coelho: Rua Gustavo Berthier, 155, Vl. Dalva – Tel.: (11) 3712-0704
UBS Vl. Sônia: Rua Abrão Calil Rezek, 91, Vl. Sônia – Tel.: (11) 3742-9844

Campo Limpo
UBS Alto do Umuarama: Rua Odemis, 468, Jd. Umuarama – Tel.: (11) 5512-6614
UBS Campo Limpo: Rua Jorge Ozi, 211, Jd. Catanduva – Tel.: (11) 5841-1871
UBS Campo Limpo - Francisco Scalamandre Sobrinho-Arastão: Rua Dr Joviano Pacheco Aguirri, 255, Campo Limpo – Tel.: (11) 5841-2654
UBS Capão Redondo: Av. Comendador Santana, 774, Jd. São José – Tel.: (11) 5873-2928
UBS Jd. Comercial: Rua Costa Nova do Prado, 92, Jd. Comercial – Tel.: (11) 5873-4880
UBS Jd. Germânia: Rua Rafaela Miraglia Scopetta – Tel.: (11) 5511-1761
UBS Jd. Lídia: Rua Gutemberg José Ferreira, 500, Jd. Lídia – Tel.: (11) 5511-4428
UBS Jd. Marcelo: Rua Gatão Raul Fourton Bousquet, 377, Jd. Marcelo – Tel.: (11) 8525-8666
UBS Jd. Mitsutami: Rua Frei Xisto Teuber, 50, Jd. Mitsutani – Tel.: (11) 5842-9292
UBS Jd. São Bento: Rua João Robalo, 64, Jd. São Bento – Tel.: (11) 5873-2681
UBS Jd. Umarizal: Rua Quaramembe, 585, Jd. Umarizal – Tel.: (11) 3743-1419
UBS Paraisópolis: Rua Melchior Giola, 300, Jd. Paraisópolis – Tel.: (11) 3744-5223
UBS Pq Arariba: Rua Francisco Soares, 81, Jd. Ingá – Tel.: (11) 5511-5573
UBS Pq Engenho II: Av. Dom Rodrigo Sanches, 700, Pq do Engenho – Tel.: (11) 5821-2274
UBS Pq Fernanda: Rua Ernesto Soares Filho, 301, Pq Fernanda – Tel.: (11) 5821-1632
UBS Pq. Regina: Rua Melo Coutinho, 260, Pq. Regina – Tel.: (11) 5816-7819
UBS Vl. Praia - Vittorio Rolando Bocaletti: Rua André de Andrade, s/n, Vl. Praia – Tel.: (11) 3742-9041

Casa Verde/ Cachoeirinha
UBS Adelaide Lopes: Av. Clavasio Alves da Silva, 683, Limão – Tel.: (11) 3936-8370
UBS Casa Verde: Rua Vichy, 468, Casa Verde Baixa – Tel.: (11) 3966-0247
UBS Casa Verde Alta: Rua Lavínio Sales Arcuri, 120, Casa Verde Alta – Tel.: (11) 3858-8592
UBS Ilza W. Hutzler: Rua Cel Walfrido de Carvalho, s/n, Vl. Nova Cachoeirinha – Tel.: (11) 3981-3127
UBS Jd. Peri: Av. Peri Ronchetti, 914, Jd. Peri – Tel.: (11) 6231-8771
UBS Pq. Peruche: Rua José Rangel Camargo, 500, Pq. Peruche – Tel.: (11) 3858-8303
UBS Sítio do Mandaqui: Rua Oscar de Moura Lacerda, 231, Imirim – Tel.: (11) 6239-1561
UBS Sta Maria: Rua Prof. Dario Ribeiro, 670, Casa Verde Alta – Tel.: (11) 265-6035
UBS Vl. Barbosa: Av. Mandaqui, 197, Limão – Tel.: (11) 3966-4302
UBS Vl. Dionísia: Rua Chen Ferraz Falcão, 50, Vl. Dionísia – Tel.: (11) 3851-7483
UBS Vl. Espanhola: Av. João dos Santos Abreu, 650, Vl. Espanhola – Tel.: (11) 6239-2959

Cidade Ademar
UBS Cidade Júlia: Rua Pascoal Grieco, 366, Cidade Júlia – Tel.: (11) 5623-6669
UBS Jd. Apurá - Sta Catarina: Rua Roque Cordeiro, 12, Jd. Apurá – Tel.: (11) 5560-0687
UBS Jd. Miriam - Manoel Soares de Oliveira: Av. Sto Afonso, 419, Jd. Miriam – Tel.: (11) 5621-7569
UBS Jd. Niterói: Rua Samuel Arnold, 596, Jd. Niterói – Tel.: (11) 5611-0122
UBS Jd Umuarama: Rua Antonio Gil, 721, Vl. Filomena – Tel.: (11) 5563-9070
UBS Laranjeiras: Rua Denes Furtel, 108, Laranjeiras – Tel.: (11) 5673-6180
UBS Mar Paulista: Estrada do Alvarenga, 257, Jd. Pedreira – Tel.: (11) 5612-4192
UBS Mata Virgem: Estrada da Saúde, 47, Eldorado – Tel.: (11) 5673-4455
UBS Pq Dorotéia: Rua dos Aniquis, 3A, Jd. Sta Terezinha – Tel.: (11) 5560-0890
UBS Vl. Aparecida: Rua Batista Maciel, 430, Eldorado – Tel.: (11) 5612-9644
UBS Vl. Constância - Vicente Otávio Guida: Av. Yervant Kissajikian, 1549, Vl. Constância – Tel.: (11) 5563-7877
UBS Vl Guacuri: Rua Valentino Fioravante, 416, Jd. Rubilene – Tel.: (11) 5674-0921
UBS Vl. Império: Rua Catarina Gabrielli, 150, Americanópolis – Tel.: (11) 5621-3891
UBS Vl. Missionária: Rua Rainha das Missões, 515, Vl. Missionária – Tel.: (11) 5612-2270

Cidade Tiradentes
UBS Barro Branco - Santa Marcelina: Rua Cachoeira do Camppo Grande, 410, Cohab Barro Branco II – Tel.: (11) 6964-8826
UBS Carlos Gentile de Melo: Av dos Têxteis, 3765, Cid Tiradentes – Tel.: (11) 6964-8081
UBS Castro Alves: Av Sara Kubitischek, s/n, Castro Alves – Tel.: (11) 6282-0320
UBS Cidade Tiradentes I: Rua dos Têxteis, 512, Cid Tiradentes – Tel.: (11) 6282-0250
UBS Dom Angélico - Sta Marcelina: Estrada Manoel de Oliveira Ramos, 01, Guainases – Tel.: (11) 6555-3894
UBS Ferroviários: Rua Gonçalves Nina, 58, Cidade Tiradentes – Tel.: (11) 6964-0912
UBS Jd. Vitória - Sta Marcelina: Rua Lajedo, 123, Cid. Tiradentes – Tel.: (11) 6964-2685
UBS Prefeito Prestes Maia: Rua Inácio Pinto Lima, 35, Cid. Tiradentes – Tel.: (11) 6555-2676
UBS Profeta Jeremias: Rua Profeta Jeremias, 63, Cid Tiradentes – Tel.: (11) 6558-3866

Ermelino Matarazzo
UBS Burgo Paulista: Rua José Silva Alcântara Filho, 210, Burgo Paulista – Tel.: (11) 6280-0080
UBS Carlos Olivaldo de Souza Lopes Muniz: Rua Bartolomeu Soares, 16, Alto da Ponte Rasa – Tel.: (11) 6141-1744
UBS Costa Melo - Sta Marcelina: Rua Luis Asson, 301, Vl. Montevideo – Tel.: (11) 6958-2981
UBS Ermelino Matarazzo: Rua Abel Tavares, 25558, Ermelino Matarazzo – Tel.: (11) 654-6457
UBS Humberto Cerruti: Av Olavo Egídio de Souza Aranha, 630, Vl. Císper – Tel.: (11) 6943-9991
UBS Jd. Keralux - Sta Marcelina: Rua Lucas Gonçalves, 13, Jd. Keralux – Tel.: (11) 6546-6177
UBS Jd. Penha: Av. São Miguel, 4331, Ponte Rasa – Tel.: (11) 206-5867
UBS Jd. Popular - Matheus Santamaria: Rua Ilha de Castilho, 31, Jd. Popular – Tel.: (11) 6091-6421
UBS Jd. Três Marias - Maurício Zamijovsky: Rua Bueno Accioli, 440, Vl. São Francisco – Tel.: (11) 6280-4388
UBS Pedro de Souza Campos: Rua Paulo Bifano Alves, 764, Pq Boturussu – Tel.: (11) 6546-4111
UBS Vl. Císper: Av Wenceslau Guimarães, s/n, Vl. Císper – Tel.: (11) 654-6510

Freguesia do Ó/ Brasilândia
UBS Augusto Leopoldo Ayrosa Galvão: Rua Joaquina Maria dos Santos, 198, Vl. Rica – Tel.: (11) 3851-8235
UBS Brasilândia: Rua Parapua, 1646, Brasilândia – Tel.: (11) 3921-3830
UBS Cruz das Almas: Rua Padre Feliciano Domingues, 90, Freguesia do Ó – Tel.: (11) 3975-3531
UBS Jd. Guanabara: Rua Petronio Portela, 663, Freguesia do Ó – Tel.: (11) 3975-2134
UBS Jd. Guarani: Rua Santana do Aracui, 160, Brasilândia – Tel.: (11) 3921-5540
UBS Jd. Icarai – Brasilândia: Rua Almir Dehar, 201, Brasilândia – Tel.: (11) 3921-8739
UBS Jd. Ladeira Rosa: Rua José da Costa Gavião, 150, Brasilândia – Tel.: (11) 3851-8818
UBS Jd. Paulistano: Rua Encruzilhada do Sul, 220, Jd. Paulistano – Tel.: (11) 3972-2916
UBS Jd. Vista Alegre: Rua Ibiraiaras, 21, Brasilândia – Tel.: (11) 3851-8537
UBS Maria Cecília F. Donnangelo: Rua Rui de Moraes Apoalipse, 02, Brasilândia – Tel.: (11) 3921-4459
UBS Silmarya Rejane Marcolino de Souza: Rua Euvaldo Augusto Freire, 20, Brasilândia – Tel.: (11) 3921-1078
UBS Vl. Palmeiras: Rua Francisco Lotufo, 24, Freguesia do Ó – Tel.: (11) 3931-824
UBS Vl. Penteado - Fund. Zerbini: Rua Urupeva, s/n, Vl. Penteado – Tel.: (11) 3851-8201
UBS Vl. Progresso - J Monte Alegre: Rua Antônio Genelle, 30, Jd. Monte Alegre – Tel.: (11) 3975-1289
UBS Vl. Ramos – Qualis: Rua Ferraz de Vasconcelos, 80, Freguesia do Ó – Tel.: (11) 3924-0208
UBS Vl. Terezinha: Rua Domingos Francisco de Medeiros, 70, Vl. Terezinha – Tel.: (11) 3921-2380

Guaianases
UBS Guaianases: Rua Comandante Carlos Ruhl, 189, Guainases – Tel.: (11) 6557-8132
UBS Guaianases: Rua Professor Cosme Deodato Tadeu, 90, Guainases – Tel.: (11) 6557-8177
UBS Jd. Aurora: Rua Cláudio da Costa, 54, Guaianases – Tel.: (11) 613-5167
UBS Jd. Etelvina: Rua Manoel Teodoro Xavier, 138, Guaianases – Tel.: (11) 6135-1756
UBS Jd. Fanganiello: Rua Francisco Nunes Cubas, 60, Lajeado – Tel.: (11) 6557-6698
UBS Jd. Robru – Guaianases: Av Nordestina, 5593, Guaianases – Tel.: (11) 6135-1860
UBS Jd. São Carlos: Rua Macabu, 34, Jd. São Carlos – Tel.: (11) 6557-7021
UBS Jd. Soares: Rua Feliciano de Mendonça, 496, Jd. Soares – Tel.: (11) 6557-7022
UBS Pres. Juscelino Kubitschek: Av. Utaro Kanai, 286, Cohab Juscelino – Tel.: (11) 6555-4474
UBS Sta Luzia: Rua Conjunto da Paz, 39, Jd. Miriam – Tel.: (11) 6562-3532
UBS Vl. Chabilândia: Estrada do Lajeado Velho, 76, Lajeado – Tel.: (11) 6557-9571
UBS Vl. Cosmopolita: Rua Aldeia Maria, 258, Guaianases – Tel.: (11) 6555-8583

Ipiranga
UBS Água Funda: Rua Rosa de Moraes, 91, Água Funda – Tel.: (11) 5073-6253
UBS Aurélio Mellone: Rua Altino Selva, 10, Jd. Celeste – Tel.: (11) 6331-2131
UBS Eduardo Romano Reschilian: Rua Dr Lafaiete S. Camargo, 40, Jd. Climax – Tel.: (11) 6335-5319
UBS Jd. Massur: Rua Dom Lúcio de Souza, 372, Vl. Gumercindo – Tel.: (11) 5062-7232
UBS Jd. da Saúde - Neusa R. Morales: Rua Domingos de Rogatis, 187, Jd. da Saúde – Tel.: (11) 5062-9586
UBS Jd. Seckler: Rua Carlos Mauro, 114, São João Clímaco – Tel.: (11) 6946-8532
UBS Joaquim Rossini: Rua Álvaro Fragoso, 480, Vl. Carioca – Tel.: (11) 273-4602
UBS Luiz Ernesto Mazzoni: Av. Carlos Liveiro, 566, Vl. Liveiro – Tel.: (11) 6331-9624
UBS Moinho Velho: Rua Belgrado, 513, Moinho Velho – Tel.: (11) 273-6889
UBS Oswaldo Marasca Junior: Rua Eng. Sampaio Coelho, 82, Ipiranga – Tel.: (11) 272-8619
UBS Pq Bristol: Rua François Bunel, 194, Pq Bristol – Tel.: (11) 6331-3089
UBS Sacomã: Estrada das Lágrimas, 1403, Sacomã – Tel.: (11) 273-3537
UBS São Vicente de Paula: Rua Arcipreste de Andrade, 630, Vl. Dom Pedro I – Tel.: (11) 273-5403
UBS Vl. Arapuá: Rua Colombo Florence, 241, Vl. Arapura – Tel.: (11) 6946-6660
UBS Vl. das Mercês: Rua Nossa Senhora das Mercês, 1315, Vl. das Mercês – Tel.: (11) 6946-1443
UBS Vl. Moraes - João Paulo Brotelho Vieira: Rua Giovanne Di Balduccio, 250, Vl. Moraes – Tel.: (11) 5073-8345

Itaim Paulista
UBS Atualpa Girão Rabelo: Rua Ilha do Arvoredo, 10, Itaim Paulista – Tel.: (11) 6963-2635
UBS Cidade Kemel: Av. Kemes Addas, 1031, Cid. Kemel – Tel.: (11) 6963-2346
UBS D. João Nery - Sta Marcelina: Estrada Dom João Nery, 3462, Jd. Nazaré – Tel.: (11) 6561-4680
UBS Itaim Paulista - Júlio de Gouveia: Rua Major José Levy Sobrinho, 139, Itaim Paulista – Tel.: (11) 6561-9443
UBS Jd. Camargo Novo: Rua Boiguaçu, 51, Jd. Camargo Novo – Tel.: (11) 6963-2610
UBS Jd. Campos: Rua Crescente, 97, Itaim Paulista – Tel.: (11) 6135-4034
UBS Jd. das Oliveiras: Rua José da Cruz Camargo, 174, Itaim Paulista – Tel.: (11) 6963-2415
UBS Jd. Nélia: Rua Itajuibe, 1910, Itaim Paulista – Tel.: (11) 6963-3802
UBS Jd. Robru - São Miguel: Rua Samuel Pedro Dos Santos, 63, São Miguel Paulista – Tel.: (11) 6135-2406
UBS Jd. Silva Telles - Sta Marcelina: Rua José Alexandre Machado, 541, Itaim Paulista – Tel.: (11) 6561-8034
UBS Jaraguá: Rua Domingos Vidigal, 97, Curuçá – Tel.: (11) 6561-8076
UBS Pq Sta Rita - Sta Marcelina: Rua José Pessota, 80, Pq Sta Rita – Tel.: (11) 6135-3644
UBS Vl. Curuçá: Rua Pedro Meira, 01, Curuçá – Tel.: (11) 6135-4311
UBS Vl. Nova Curuçá: Rua Narceja, 51, São Miguel Paulista – Tel.: (11) 6135-2292

ItaqueraUBS Cidade Líder I: Av. Dr Francisco Munhoz Filho, 379, Cid. Lider – Tel.: (11) 6718-0035
UBS Gleba do Pêssego: Rua Malmequer do Campo, 214, Pq do Campo – Tel.: (11) 6522-3177
UBS Itaquera: Rua Américo Salvador Novelli, 265, Itaquera – Tel.: (11) 6286-0015
UBS Jd. Brasília: Av Osvaldo do Valle Cordeiro, 245, Jd. Brasília – Tel.: (11) 6741-6938
UBS Jd. Copa - Sta Marcelina: Rua Ponte de Lucena, 330, Itaquera – Tel.: (11) 6524-5020
UBS Jd. Helian: Rua João Barreiros, 12A, Jd. Helian – Tel.: (11) 521-7615
UBS Jd. Itapema: Rua Costeira, 572, Jd. Arisi – Tel.: (11) 6724-6146
UBS Jd. Marília: Rua Elza dos Anjos Neves, 22, Jd. Marília – Tel.: (11) 6743-9526
UBS Jd. São Pedro - Francisco Antonio Cesaroni: Rua Silvianópolis, 370, Jd. São Pedro – Tel.: (11) 207-8938
UBS Jd. Sta Maria: Rua Embratai, 201 / 203, Jd. Sta Maria – Tel.: (11) 6724-7004
UBS Jd. Sta Terezinha: Av. dos Latinos, 205, Jd. Sta Terezinha – Tel.: (11) 6721-1815
UBS José Bonifácio II: Rua Murmúrios da Tarde, 30, Cohab José Bonifácio – Tel.: (11) 6521-5625
UBS José Bonifácio III/ Lucy Mayumi Udakiri: Rua Sílvio Bardini, 40, Itaquera – Tel.: (11) 6944-6086
UBS Nossa S. do Carmo: Rua Veríssimo da Silva, 136, Jd. N. Sra do Carmo – Tel.: (11) 6741-8064
UBS Parada XV de Novembro: Rua Ibiajara, 804, XV De Novembro – Tel.: 911) 286-0017
UBS Vl. Carmosina: Rua Ipapoca, 61, Itaquera – Tel.: (11) 6524-7796
UBS Vl. N. S. Aparecida: Rua Apulino Cerqueira, 01, Itaquera – Tel.: (11) 6179-7871
UBS Vl. Ramos - Luiz Augusto de Campos: Av. Augusto Antunes, 1631, Limoeiro – Tel.: (11) 6151-8861
UBS Vl. Regina: Rua Catarina Lopes, 450, Itaquera – Tel.: (11) 205-6003
UBS Vl. Santana: Rua Vitor José de Castro, 84, Vl. Santana – Tel.: (11) 6944-3962

Jabaquara
UBS Americanópolis: Rua Cidade de Santos, 46, Americanópolis – Tel.: (11) 5562-1476
UBS Cidade Vargas: Rua dos Comerciários, 236, Cid. Vargas – Tel.: (11) 5588-4890
UBS Cupecê - Waldomiro Pregnolatto: Av. Sta Catarina, 1523, Vl. Sta Catarina – Tel.: (11) 5564-3079
UBS Vl. Sta Catarina: Rua Belmiro Zanetti Esteves, 181, Vl. Sta Catarina – Tel.: (11) 563-9814
Lapa
UBS Jd. Vera Cruz – Perdizes: Rua Mundo Novo, 192, Perdizes – Tel.: (11) 3673-8552
UBS Pq da Lapa: Rua Bergson, 52, Vl. Lepoldina – Tel.: (11) 3836-8029
UBS Vl. Anastácio: Rua Bartolomeu Paes, 686, Vl. Anastácio – Tel.: (11) 3636-1146
UBS Vl. Anglo - José Serra Ribeiro: Rua Turiassu, 1765, Vl. Pompéia – Tel.: (11) 3672-8401
UBS Vl. Ipojuca - Wanda Coelho de Moraes: Rua Paumari, 53, Vl. Ipojuca – Tel.: (11) 3021-1492
UBS Vl. Jaguara: Rua Pauva, 721, Vl. Jaguara – Tel.: (11) 3625-1775
UBS Vl. Nova Jaguaré: Rua Sataliel de Campos, 222, Jaguaré – Tel.: (11) 3768-1527
UBS Vl. Piauí: Praça Camilo Castelo Branco, 10, Vl. Piauí – Tel.: (11) 3621-4508
UBS Vl. Romana: Rua Vespasiano, 679, Vl. Romana – Tel.: (11) 3672-0911


ENDEREÇO DOS NÚCLEOS INTEGRADOS DE REABILITAÇÃO:

ZONA LESTE:

NIR II - Nsa. Sra. Aparecida
R Guaia Guaçu, 01
Tel: 11 2079-7871

NIR I - José Bonifácio IV
R Andréas Amon, 150
Tel: 11 2523-3322 / 2524-2455

NIR I - Tito Lopes
R Antonio Gama de Cerqueira, 347
Tel: 11 2956-9099

NIR I - Jd. Tietê I
R Engenho Novo, 120
Tel: 11 2962-3644 / 2017-1431

NIR I - Jd Campos
R Crescente, 97
Tel: 11 2035-4922

NIR I - Jd Camargo
R Boiguaçu, 51
Tel: 11 2963-2610

NIR I - ACDEM
R Miguel Rachid, 596
Tel: 11 2541-1548

NIR I - Lar Vicentino
R Ovidio Lopes, 253 - Ermelino Matarazzo
Tel: 11 2546-5682

NIR I - Cidade Tiradentes
R Fernando Ganda, 14
Tel: 11 2516-6669

NIR I - Jardim Soares
R Feliciano de Mendonça, 496
Tel: 11 2557-7022 / 2553-3232

COORDENADORIA DE SAÚDE SUL:

NIR I - Jardim Herculano
R Inácio Limas, 11
Tel: 11 5832-6643 / 5833-9946

NIR I - Jardim Clipper
R Dr. Carlos Pejollos, s/n
Tel: 11 5928-5703

NIR I - Pirajussara
R Amadeu Silva Somello, 423
Tel: 11 5842-3403

NIR I - Parque Maria Helena
R Benedito Matarazzo, 371
Tel: 11 5510-8330 / 5819-9186

NIR II - César Antunes (Pedreira)
R Córrego Azul, 433
Tel: 11 5611-5044 / 5614-4440

COORDENADORIA DE SAÚDE NORTE:

NIR I - Carandiru
R José Pereira Jorge, 305
Tel: 11 2252-4144

NIR I - União das Vilas de Taipas
Av. Elisio Teixeira Leite, 7703 - Jaraguá
Tel: 11 3971-2432

NIR I _ Maria Cecilia Ferro Donnângelo
R Rui de Moraes Apocalipse, 02
Tel: 11 3921-7759

NIR II - Prof. Armando de Aguiar Pupo (Tucuruvi)
Av Nova Cantareira, 1467
Tel: 11 2204-5311

NIR I - Jardim Guanabara
R Petrônio Portela, 663
Tel: 3975-2135

NIR I - Perus
R Julio de Oliveira, 80
Tel: 3917-1263 / 3917-0165

NIR I - Jaçanã
R São Geraldino, 222 - Vila Constança
Tel: 2244-0065

COORDENADORIA DE SAÚDE SUDESTE:
NIR I - Centro de Referência Infantil Tatuapé - CRI
R Jarinu, 730 - Tatuapé
Tel: 2097-8901

NIR I - Dr. Flávio Gianotti
R Xavier de Almeida, 210 - Ipiranga
Tel: 11 2063-0622

NIR I - AE - Vila Prudente
Pça. Centenário de Vila Prudente Veiga Cabral, 108
Tel: 11 2273-1665

NIR II - Sapopemba
R João Lopes de Lima, 1151 - Jd Sapopemba
Tel: 11 2962-3480 / 2019-7072

NIR I - Carrão
R Dr. Jaci Barbosa, 280
Tel: 11 2036-3853

NIR I - Ceci Dr Alexandre Kalil Yasbek
Av Ceci, 2235 - Planalto Paulista
Tel: 11 2275-1999 / 2577-9143

NIR I - Parque Arthur Alvim
R Henrique Jacobs, 269
Tel: 11 2749-4235

COORDENADORIA DE SAÚDE CENTRO OESTE:
NIR II - Jardim Peri-Peri
R João Guerra, 247
Tel: 11 3742-0552 / 3742-9513

NIR I - Dr Fernando Ramires Cruz - Lapa
R Cotoxó, 664 - Vl Pompéia
Tel: 11 3865-2213

NIR I - Dr. Humberto Pascale - Santa Cecilia
R Vitorino Carmilo, 599 - Campos Elíseos
Tel: 3826-0096 / 3826-7970

*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

GLAUCOMA - CONHEÇA AGORA E PREVINA-SE

Glaucoma é uma doença que causa dano ao nervo óptico. Este nervo envia os sinais visuais ao cérebro, que são processados e se convertem em imagem. A causa do glaucoma não é totalmente conhecida, mas demonstrou-se que o aumento da pressão interna do olho é o fator de risco mais importante.
Quando esta pressão do olho está muito elevada, o nervo optico pode ser afetado. Este dano impede que alguns sinais visuais cheguem até o cérebro. O resultado é que o cérebro não pode "ver" tudo o que os olhos vêem. Isto provoca a redução do campo visual, que, se não for tratada, poderá levar à cegueira.
O glaucoma atinge as pessoas de todas as raças, sexo e nacionalidade. Qualquer pessoa pode desenvolver o glaucoma, mas em algumas o risco é maior do que em outras. Vários estudos mostraram que qualquer pessoa que possui uma ou mais das características abaixo apresenta risco maior de desenvolver o glaucoma:


  • Pessoa acima de 40 anos;

  • Histórico de glaucoma na família;

  • PIO (Pressão intra-ocular) elevada;

  • Raça negra;

  • Diabéticos;

  • Altos míopes;

  • Uso regular ou prolongado de esteróides (cortisona);

  • Trauma ocular prévio.
Todas as pessoas com estas características devem se submeter periodicamente a exames oculares. A detecção e o tratamento precoce do glaucoma podem retardar o progresso da doença e prevenir a cegueira.
Muitos não sabem que têm glaucoma até que perdem uma parte da visão. Não obstante, os oftalmologistas podem detectar e tratar o glaucoma antes que a maioria dos pacientes apresente algum sintoma.

Visão tubular


O glaucoma se desenvolve lentamente, isto explica por que muitos pacientes convivem com a doença por anos antes de notar algum sintoma. Os pacientes com glaucoma podem apresentar uma perda gradual da visão periférica, levando ao que chamamos "visão tubular" (imagem ao lado). Lamentávelmente, a perda da visão devido a um dano no nervo óptico é irreversível.

Pressão Intra-ocular

A parte anterior do olho é preenchida por um líquido chamado humor aquoso. Este é produzido pelo olho com a finalidade de lavar e alimentar suas diferentes partes. Normalmente, flui para fora do olho através de vários caminhos e câmaras. Quando esses caminhos estão obstruídos, há um aumento da pressão intra-ocular (PIO). Apesar da PIO ser o fator de risco mais importante para o glaucoma, ela pode ser controlada.
COMO SE TRATA O GLAUCOMA?
Lamentávelmente, esta doença não tem cura. A boa notícia é que o glaucoma pode ser tratado efetivamente quando detectado no início. Vários anos de pesquisas têm levado ao descobrimento de numerosos medicamentos que ajudam a preservar a visão de milhares de pessoas como você, em todo o mundo. O efeito principal da maioria dos medicamentos é a diminuição da PIO. Comprovou-se que este é um caminho efetivo para ajudar a prevenir a perda da visão em pacientes com glaucoma.
Somente o oftalmologista é que poderá indicar o medicamento correto para cada tipo de glaucoma.
CUIDADOS AO PINGAR COLÍRIO NOS OLHOS:
Primeiro, leia a bula e siga as instruções do medicamento a ser usado;
Lave bem as mãos;
Evite contato da ponta do aplicador com seus olhos ou cílios;
Puxe a pálpebra inferior para que ela forme uma espécie de bolsa;
Dentro da bolsa formada pela pálpebra inferior, aplique a dosagem de colírio recomendada;
Para que o colírio não seja rapidamente escoado, pressione levemente o canto interno do olho para obstruir o ducto lacrimal;
Para que o colírio seja mais bem absorvido, mantenha os olhos fechados de 1 a 2 minutos;
Utilize um lenço de papel para retirar o excesso do medicamento;
Se mais de um colírio estiver sendo usado, os produtos devem ser aplicados com um intervalo de no mínimo 5 minutos.
Texto fornecido pela Alcon Brasil - http://www.alconlabs.com.br/
*
*
*
*
Assista um vídeo sobre glaucoma, produzido pelo laboratório Allergan:

*
*
*
*
*
Mural:



segunda-feira, 25 de maio de 2009

DICAS PARA CRIAÇÃO DE CONSELHOS DOS DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

O Conselho é uma instância superior de deliberação colegiada, de natureza permanente, cujo objetivo principal é a implantação, implementação e defesa dos direitos da pessoa com deficiência, com capacidade de interiorização das ações, dispondo de autonomia administrativa e financeira.

Principais atribuições:

* Zelar pela efetiva implantação, implementação, defesa e promoção dos direitos da pessoa com deficiência;
* Formular diretrizes e promover planos, políticas e programas nos segmentos da administração local/ regional para garantir os direitos e a integração da Pessoa com Deficiência:
* Acompanhar o planejamento e avaliar a execução, mediante relatórios digestão, das políticas e programas setoriais de educação, saúde, trabalho, assistência social, transporte, cultura, turismo, desporto, lazer, política urbana e outras que objetivem a integração da pessoa com deficiência;
* Opinar e acompanhar a elaboração de leis estaduais e municipais que tratem dos direitos da pessoa com deficiência;
* Recomendar o cumprimento e divulgar as leis estaduais ou qualquer norma legal pertinentes aos direitos das pessoas com deficiência;
* Propor a elaboração de estudos e pesquisas que objetivem a melhoria da qualidade de vida da pessoa com deficiência;
* Propor e incentivar a realização de campanhas visando a prevenção de deficiências e a promoção dos direitos da pessoa com deficiência;
* Receber e encaminhar aos órgãos competentes as petições, denuncias e reclamações formuladas por qualquer pessoa ou entidade, quando ocorrer ameaça ou violação de direitos da pessoa com deficiência, assegurados nas leis e na Constituição Federal, exigindo a adoção de medidas efetivas de proteção e reparação.
Para facilitar a criação dos conselhos, sugere-se observar os seguintes procedimentos / orientações:

1. Quem pode criar um conselho?

Qualquer pessoa que propor a criação de um conselho, que será criado mediante Lei. Vale lembrar ser imprescindível que a vontade de criar um conselho surja a partir de discussões de movimentos organizados de pessoas com deficiência.

2. Legislação:

A criação de conselhos é garantida pela Constituição Federal de 1988, mas é necessária a elaboração e a apresentação de um Projeto de Lei.

3. Como fazer para criar um Conselho?

As pessoas interessadas devem identificar e mobilizar no município as entidades (movimento organizado) de e para pessoas com deficiência (todos os tipos de deficiência) e organizações de diferentes segmentos da sociedade, para a formação de uma comissão de criação de um conselho.
A comissão deve promover uma ampla discussão com diversos setores da sociedade civil e com os movimentos organizados de e para pessoas com deficiência, não só para a transparência do processo, mas para viabilizar a criação do conselho. Por isso, deve envolver associações de e para pessoas com deficiência, entidades e/ou órgãos que trabalham com a pessoa com deficiência, sindicatos de empregados e empregadores, educadores, comunidade científica, militantes de partidos políticos, deputados / vereadores, médicos, psicólogos, fisioterapeutas e qualquer outro profissional que trabalhe na área da pessoa com deficiência. Com a criação do conselho, extingue-se a comissão.

4. De onde vem os recursos para o funcionamento do conselho?

Caberá ao governo do respectivo Conselho Estadual / Municipal dotá-lo de orçamento e estrutura necessária para o seu pleno funcionamento, devendo no Projeto de Lei de Criação do Conselho conter artigo que assegura tal recurso. Entretanto, na CORDE - Coordenadoria Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência, há recurso destinado à implantação de Conselho, com apoio técnico e financeiro, objetivando o fortalecimento institucional e a capacitação dos conselheiros.

5. Quem são os integrantes do conselho?

O Conselho deve ser constituído prioritariamente, por representantes governamentais e da sociedade civil, observando-se, entre outros requisitos, a representatividade e a efetiva atuação, relativamente à defesa dos direitos das pessoas com deficiência. Os conselheiros, titulares e suplentes, representantes dos órgãos governamentais serão indicados pelo Prefeito, devendo ter representação, pelo menos, das seguintes secretarias: justiça, trabalho, assistência social, saúde, educação, cultura, turismo, esporte, infra-estrutura, transporte e fazenda. Os conselheiros, titulares e suplentes, representantes da sociedade civil, deverão ser escolhidos dentre as organizações / entidades de e para pessoas com deficiência (devendo abranger todas as áreas de deficiência), Ordem dos Advogados do Brasil, sindicatos de e´empregados e empregadores, comunidades cientificas, etc.

6. Como definir as atribuições dos conselhos?

Assim que os integrantes dos conselhos tomarem posse, a primeira medida a ser adotada é a convocação de uma reunião de trabalho para definir e elaborar o regimento interno, que deverá conter a natureza e as finalidades do conselho, atribuições e competências, estrutura e regulamentar todas as atividades do conselho.

7. Qual a duração do mandato dos conselheiros?

A Lei da criação do Conselho deve definir a duração do mandato, que deve ser de pelo menos dois anos, devendo exercer no máximo dois mandatos consecutivos.

8. Qual a função dos conselheiros?

Os conselheiros participam e votam nas reuniões do conselho, relatam matérias em estudo, promovem e apóiam o intercâmbio e a articulação entre instituições governamentais e privadas dentro das áreas de atuação do conselho. Também encaminham as demandas da população com deficiência, atuam na sensibilização da sociedade para promover a implantação, implementação e defesa dos direitos da pessoa com deficiência, além de desempenhar outras atividades atribuídas pela presidência do conselho.

9. Quem pode ser presidente do conselho?

O presidente do conselho deverá ser escolhido entre seus membros, por meio de eleição dentro do conselho. A forma como se dará a eleição para presidência do conselho deve ser definida no

Regimento Interno.

Qual a estrutura do conselho?

A estrutura do conselho deve ser definida no Regimento Interno. Sugere-se, observando-se a realidade local, que tenha: Plenário, Presidência, Comissões Temáticas e Permanentes e Secretaria Executiva. As Comissões Temáticas e Permanentes devem ter como objetivo estudar, analisar, opinar, e emitir parecer sobre matéria que lhe for atribuída e assessorar as reuniões plenárias nas áreas de sua competência. A Secretaria Executiva não deve ser exercida por um conselheiro e sim por um funcionário indicado pelo Governo, com cargo comissionado. As atribuições da Secretaria Executiva e demais órgãos do conselho também devem ser definidas no

O conselho exerce influência politica?

Para seu funcionamento adequado, é preciso garantir a participação do conselho junto ao governo estadual / municipal na definição de políticas relacionadas aos direitos da pessoa com deficiência e seus respectivos orçamentos.


RESOLUÇÃO Nº 10 DE JUNHO DE 2002 (Publicado em 26/07/2002)

O Presidente do Conselho Nacional de Direitos da Pessoa com Deficiência, no uso de suas atribuições legais, considerando o disposto no artigo 22 do regimento interno, em sua XI

Reunião Ordinária de 2002 resolve:

Art. 1 – Os Conselhos Estaduais ou Municipais de Direitos das Pessoas com Deficiência devem ser criadas e implementados após ampla discussão entre a esfera do governo competente e a sociedade civil, em foro próprio, com ampla participação e representação dos segmentos de e para pessoa com deficiência, em composição partidária entre organizações governamentais representativa do setor.
Art. 2 – Os conselhos serão criados através de projetos de lei municipais ou estaduais após ampla discussão com a sociedade civil, sendo implantada por proposta do poder executivo ou da sociedade civil organizada, com aprovação do poder legislativo competente.
§ 1º – Na elaboração do projeto de lei para a criação de conselhos deverão ser obedecidas as normas descritas na Lei 7.853 de 24/10/89 e do Decreto 3.298 de 20/12/99, principalmente no tocante aos princípios, diretrizes, objetivos e instrumentos, composição e aspectos institucionais que serão adaptados para a esfera administrativa competente.
§ 2º – Caberá à esfera de governo do respectivo conselho datá-lo de orçamento e estrutura necessários para seu pleno funcionamento.
Art. 3 – Esta resolução entra em vigor na data de sua assinatura.
Art. 4 – Revoga-se a resolução nº 009 de 20 de Junho de 2001.

O Conselho Estadual para Assuntos da Pessoa com Deficiência, está localizado à Rua Auro Soares de Moura Andrade, 564 – 3º andar – portão 10 – Barra Funda – SP – CEP 01156-001
Tel: 11 3663-3566 r: 243/244 – http://www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br/ ([email protected])
*
*
*
*
*
Mural:



PILHAS e BATERIAS - Onde descartá-las

Pilhas e baterias usadas são poluentes porque contém metais pesados e outras substâncias tóxicas que, quando descartadas incorretamente podem vazar e contaminar a água, o solo, os alimentos, os animais e os seres humanos através da cadeia alimentar, causando muitos danos à nossa saúde e a toda a natureza.
O problema é que muita gente não sabe o que fazer com pilhas e baterias usadas nem desconfia que esse tipo de resíduo pode ser muito perigoso para a saúde se não for descartado de forma certa.

O Banco Real, lançou no ano de 2006 o "Papa-Pilhas". Um programa que coleta pilhas e baterias portáteis usadas e as encaminha para a reciclagem, evitando assim que contaminem o meio ambiente.

Após a coleta das pilhas, tudo é encaminhado para uma fábrica recicladora que separa o material, incinera em fornos com altas temperaturas, dotados de filtros que impedem a poluição do ar.

O material contém sais, óxidos metálicos, substâncias que se transformam em matéria-prima para fabricar outros produtos.

As sobras que não podem ser aproveitadas são encaminhadas para o descarte adequado, para que não causem mais nenhum dano ao meio ambiente.

Podem ser colocados no coletor todo tipo de pilhas e baterias portáteis de relógios, celulares, laptops, palmtops, filmadoras, calculadoras, câmeras digitais, rádios, brinquedos, lanternas pequenas, telefone sem fio, etc. Além disso, o Papa-Pilhas recebe também aparelhos de celular que não possuem mais aproveitamento. Pilhas e baterias com peso superior a 500 gramas ou dimensões maiores que 5cmX8cm, assim como todas as baterias de chumbo ácido usadas em motocicletas, alarmes, celulares rurais e automóveis, devem ser devolvidas no local da compra ou diretamente ao fabricante.

Para encontrar os endereços dos postos de arrecadação acesse o site:

*
*
*
*
*
Mural:



BPC - DIREITO DE VIVER E ENVELHECER COM DIGNIDADE

Muitos idosos vivem em situação de extrema miséria e não sabem que têm direito ao BPC.
BPC quer dizer Benefício de Prestação Continuada. É um benefício da assistência social, integrante do Sistema Único de Assistencia Social - SUAS, pago pelo Governo Federal e assegurado por lei, que permite o acesso de idosos e pessoas com deficiência às condições mínimas de uma vida digna. Já são mais de 2 milhões de pessoas beneficiadas sob a coordenação do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

Os beneficiários ganham independência, autonomia e participam muito mais da vida comunitária. Em muitas regiões, o BPC movimenta o comércio da cidade. É um direito dos cidadãos brasileiros, que atendem aos critérios da lei e que dele necessitam. O valor do BPC é de um salário mínimo, pago por mês às pessoas idosas e/ou com deficiência que não podem garantir a sua sobrevivência, por conta própria ou com o apoio da família.


Quem pode receber o BPC?


Podem receber o BPC pessoas idosas com 65 anos ou mais e pessoas com deficiência. O benefício é destinado a idosos que não têm o direito à previdência social e a pessoas com deficiência que não podem trabalhar e levar uma vida independente.

A renda familiar nos dois casos deve ser inferior a 1/4 do salário mínimo.


Como saber se você tem direito ao BPC:


Idosos - Você precisa comprovar que tem 65 anos ou mais, que não recebe nenhum benefício previdênciário e que a renda da sua família é inferior a 1/4 do salário mínimo por pessoa.


Pessoas com deficiência - Você deve comprovar que a renda da sua família é inferior a 1/4 do salário mímino por pessoa e que não recebe nenhum benefício previdenciário. Deve comprovar, também, a sua deficiência e o nível de incapacidade por meio de avaliação do Serviço de Perícia Médica do INSS.


Como calcular a renda familiar por pessoa?


A renda familiar por pessoa é a soma total da renda de toda a família, dividida pelo número de membros que fazem parte do núcleo familiar, vivendo na mesma casa (esposa, esposo, companheiro, companheira, filhos, filhas, menores de 21 anos ou inválidos, irmãos, irmãs, pai e mãe).

Some todos os ganhos destas pessoas e divida o resultado pelo número de pessoas que fazem parte da família.

Para ter direito à este benefício, o resultado desta conta, deverá ser igual ou menor que 1/4 do valor do salário mínimo.

Por exemplo: Se o salário mínimo fosse de R$300,00, o valor atingido para se ter direito, seria de até R$75,00 de renda familiar.


Como requerer o BPC?


Basta dirigir-se à agência do INSS mais próxima da sua casa, levando consigo os seus documentos pessoais e os das pessoas de sua família: Certidão de nascimento ou casamento; RG, Carteira de Trabalho (se tiver), CPF e comprovante de residência. Se for representante de menor de idade ou pessoa incapaz de se dirigir até o local, deverá apresentar também um documento legal (procuração, guarda, tutela ou curatela).

No momento da sua inscrição, será fornecido um Formulário de Declaração da Composição e Renda Familiar.


No caso de pessoas que não podem ir até o INSS por motivos de incapacidade física?


Nos casos do beneficiário precisar ser representado por outra pessoa, é necessário escolher um representante de extrema confiança e providenciar os documentos legais para isso:


Procuração: A procuração é útil em caso de problemas de saúde ou nos casos em que a pessoa não pode se movimentar. Você deve escolher uma pessoa da sua confiança para representá-lo. Essa pessoa, escolhida por você, será o seu procurador. A procuração, deve ser feita em cartório.


Guarda: Se você é responsável por uma criança ou adolescente, mas não é pai ou mãe deles, você deve comprovar a guarda com o documento assinado pelo juíz.


Tutela: Quando os pais das crianças ou adolescentes (menores de 18 anos) são inexistentes, é necessário que o juiz nomeie um tutor.


Curatela: Este documento é necessário para o responsável por maiores de 18 anos que não possuem nenhum discernimento. Estas pessoas são consideradas, pela lei, incapazes para atos da vida civil. A curatela não é obrigatória para ter direito ao BPC. E deve ser usada em casos de real necessidade.


Como saber se o seu requerimento para receber o BPC foi aprovado?


O INSS enviará uma carta para a sua casa informando se você vai receber ou não o BPC. Essa carta também informará como e onde você receberá o dinheiro do BPC. Em até 45 dias após a aprovação do seu requerimento, o valor em dinheiro já estará liberado para você sacar.


Como o BPC é pago?


Quem tem direito ao BPC recebe do banco um cartão magnético para usar apenas para o BPC. Você não precisa pagar por isso. Nem é obrigado a adquirir nenhum produto do banco para receber o seu cartão. Com ele é muito fácil sacar o dinheiro nos bancos que pagam o BPC.


Mais de uma pessoa pode receber o BPC na sua família?


Para que mais de uma pessoa receba o BPC na sua família, a regra não muda: a renda familiar por pessoa tem que ser menor que 1/4 do salário mínimo. Por isso, fique atento ao modo de fazer esta conta nos dois casos. Se tiver um idoso na família, que já recebe o BPC, este valor não entra no cálculo da renda familiar.


Se você é pessoa com deficiência?


Se já existir alguém na família, idoso ou deficiênte, que já receba o BPC, aí este valor entra no cálculo da renda familiar.


Em caso de morte, o BPC pode ser transferido para outra pessoa da família?


Não. Somente os valores não retirados em vida pelo beneficiário, pode passar para outras pessoas da família.


De onde vem o dinheiro que paga o BPC?


Todo o dinheiro do BPC vem do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Esse Ministério cuida do Fundo Nacional de Assistência Social. O BPC investiu R$7,5 bilhões em 2005 e está atendendo mais de 2 milhões de brasileiros.


Quais as leis que garantem o direito ao BPC?


A Lei Orgânica da Assistência Social - LOAS regulamentou o BPC, que está previsto na Constituição Federal.

Em 2003, o Estatuto do Idoso reduziu de 67 para 65 anos a idade mínima para o requerimento dos idosos. Assim, mais idosos puderam receber o BPC.


Preciso pagar para alguém requerer o BPC pra mim?


NÃO. O BPC é um benefício da assistência social, e todos os serviços para o seu requerimento são públicos. Por isso, você não precisa pagar por eles.


O BPC pode deixar de ser pago?


O pagamento do BPC só é garantido enquanto as pessoas que têm direito a ele continuarem atendendo às exigencias da lei. Por isso, você deve sempre manter seus dados e informações em dia. Só assim o BPC vai continuar ajudando a melhorar a sua vida e a de muitos brasileiros.


O BPC dá direito ao 13º salário?


Não. O BPC não é uma aposentadoria, por isso, não dá direito ao 13º pagamento.



CUIDADOS ESPECIAIS PARA QUEM JÁ RECEBE O BPC:


- Não empreste o seu cartão, nem diga a sua senha para ninguém. Em caso de perda ou roubo, informe imediatamente ao banco onde você recebe o BPC.


- Se você mudar de endereço, informe à agência do INSS mais próxima da sua casa. Não esqueça de informar também a ocorrência de óbito (se falecer a pessoa que recebe o BPC).


- Ninguém tem o direito de reter o seu cartão sob nenhuma circunstância. O Estatuto do Idoso é muito claro em relação à isto. E a retenção do cartão de benefício de um idoso constitui crime previsto nos artigos, 102, 103 e 104 do Estatuto do Idoso.


- Mantenha sempre o seu cadastro atualizado. A lei obriga que a cada dois anos, seja feita uma revisão na lista das pessoas que recebem o BPC. Será feita uma avaliação para saber se as condições que garantem o direito ainda são as mesmas. Quem realiza esta revisão são as Secretarias Estaduais e Municipais de Assistência Social, junto com o INSS e com o Ministério.


Como faço para denunciar eventuais irregularidades?


As denúncias podem ser feitas junto ao MDS, INSS ou MINISTÉRIO PÚBLICO.


Mais orientações podem ser obtidas no Centro de Referência Social e nas secretarias estaduais e municipais de assistência social.


Endereços úteis onde você pode obter mais informações:


Ligue para o PREVFONE: 0800-780-191

Entre em contato com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome:

Ouvidoria Geral Esplanada dos Ministérios

Bloco C, 6º andar, salas 615/616 - CEP 70.046-900 - Brasília - DF

Tels: 61 3901-9263 / 3901-9073 - Fax: 61 3313-1728




MDS - Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Esplanada dos Ministérios

Bloco 'C', 5º andar, CEP 70046-900 - Brasília/DF



INSS - Instituto Nacional de Previdência Social



Ministério Público - SP

*
*
*
*
*
Mural:

Educação a Distância

terça-feira, 19 de maio de 2009

PROGRAMA DE INCLUSÃO DE DEFICIENTES NO TRABALHO

A ADefAV é uma entidade especializada no atendimento de pessoas com surdocegueira, deficiência visual e múltipla, que possui um Programa de inclusão de deficientes no mercado de trabalho, intitulado "Sensibilização para a Inclusão Social do Deficiente".
O Programa oferece treinamento para as lideranças do universo corporativo no relacionamento com os deficientes visuais, auditivos e motores. Seu objetivo é difundir a importância da comunicação eficiente dentro das empresas, contribuindo para melhorar o fluxo de informação e o relacionamento entre os funcionários.

Instalada na cidade de São Paulo, a ADefAV/CRIFES (Centro de Recursos para Inclusão na Família, Escola e Sociedade) desde 1983, a entidade começou fazendo o atendimento educacional a apenas quatro crianças nas dependências de uma igreja evangélica. De 1985 a 2000, funcionou em casas alugadas e adaptadas até conseguir a aprovação de um projeto para a construção de sua sede própria. Em 2002, deu início a suas atividades no atual prédio, construído no bairro do Ipiranga.

Atualmente atende 86 alunos na faixa etária de 0 a 18 anos, oferecendo apoio à inclusão escolar, alimentação orientada, fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia, terapia ocupacional, avaliação funcional da visão e orientação e mobilidade. Prepara famílias através de cursos de capacitação profissional em parceria com o Programa Hilton Perkins para a América Latina, da Perkins School for Blind, situada nos Estados Unidos.

Para a realização dos trabalhos, a entidade conta com uma equipe de voluntários e 20 profissionais especializados e recebe o apoio da Secretaria Municipal da Educação, Banco Safra, Cia Melhoramentos, Porto Seguro e sócios contribuintes.

http://www.adefav.org.br/
R. Fagundes Filho, 486 - cj. 45
São Paulo - SP - Tel: 11 5585-7777

quinta-feira, 7 de maio de 2009

PRÓTESE DE ORELHA - Obra de Artista

Recebi um e-mail que anda circulando pela internet com estas fotos. Não informou o local onde vivem estes personagens, nem tão pouco a identidade de seus personagens, mas vale a pena conferir estas imagens.


*
*
*
Publicidade:
BRINDES ESCOLARES PARA FESTAS INFANTIS
Imas de geladeira, calendários, diplominhas
Acesse: www.kidbrinde.webnode.com.pt

quarta-feira, 6 de maio de 2009

DISFUNÇÃO DE INTEGRAÇÃO SENSORIAL - Problema que afeta as crianças

Muitos comportamentos estranhos de crianças, podem ter uma causa. Nem tudo pode ser manha, birra ou simplesmente "coisa de criança"
"Para realizarmos nossas atividades cotidianas, como estudar, escrever, alimentar-se e etc, recebemos inúmeras informações dos nossos sentidos (tato, olfato, visão, audição) que quando são utilizadas pelo nosso cérebro de maneira correta, servem para organizar nosso comportamento e promover aprendizagem.
Quando isso não ocorre da maneira esperada, a criança pode apresentar respostas inadequadas aos estímulos e é o que chamamos de Disfunção de Integração Sensorial (DIS).

A DIS pode estar presente em atrasos do desenvolvimento neuropsicomotor, problemas de atenção e comportamento, distúrbios de aprendizagem, Transtorno de Atenção e Hiperatividade (TDAH), síndromes genéticas, prematuridade, deficiência mental, física ou sensorial, podendo afetar o desempenho escolar e todo o processo de aprendizagem.

Como consequência, a criança ou adolescente poderá apresentar problemas em sua auto-estima, dificuldade de socializar-se, desvios de comportamento, isolamento e retração. Durante o desenvolvimento, observa-se que bebês com baixo tônus muscular; com desenvolvimento lento e qualidade de movimento abaixo do esperado; crianças extremamente irritadas, agressivas ou impulsivas; com limitações motoras, que apresentem problemas com a coordenação motora e escrita; imaturas ou muito emocionais e adolescentes com problemas de comportamento; pouco organizados; com imaturidade física ou emocional; que não realizam atividades em grupo; demonstrem baixa estima ou falta de iniciativa; podem ser beneficiados com a intervenção terapêutica de Integração Sensorial.


Observe seus filhos: Se eles apresentarem alguns dos sinais, que quando acorrerem associados, sugerem uma Disfunção de Integração Sensorial (DIS)
- Aversão a atividades como água, tomar banho, lavar o rosto e lavar as mãos;
- Aversão de realizar atividades de colagem, argila, massinha, tintas, etc;
- Com dificuldades em correr, pular e saltar;
- Com dificuldades em regular seus ciclos de sono;
- Crianças que mordem ou gostam de ser mordidas;
- Com atraso do desenvolvimento sem comprometimento neurológico aparente;
- Aversão a brincadeiras de movimento e não suportam o parquinho;
- Que não suportam ser abraçadas ou contidas e apresentam choro excessivo ao serem movimentadas ou carregadas no colo;
- Que não conseguem manter a atenção sem que estejam se movimentando, não conseguindo permanecer sentadas;
- Com aversão a determinadas texturas de alimentos e seletivas na alimentação;
- Com dificuldade de manipulação de objetos, na coordenação da escrita, no traçado das letras, na junção das sílabas e na coordenação motora global;
- Que parecem não conseguir brincar sozinhas, não exploram o brinquedo e não criam brincadeiras;
- Com dificuldades de aprendizagem, linguagem enfatizada e escrita imatura;
- Que tocam tudo que encontram pela frente, passam a mão pelos corredores, paredes e todas as superfícies quando se locomovem;
- Com dificuldades em determinar a mão dominante ou por vezes parece trocar a dominância de acordo com a localização do objeto a ser manipulado;
- Que invertem sons na fala ou letras na escrita (Ex: ao invés de falar ou escrever "passarinho", falam "asparinho");
- Com auto-estima muito baixa e que se frustram facilmente.

Texto extraído da cartilha da ArteVidade Clínica Multiprofissional."

Sobre a ArteVidade:

Fundada em 1998, a Artevidade conta com profissionais de fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia e terapia ocupacional que utilizam a abordagem de Integração Sensorial para tratar crianças com sinais de disfunção de Integração Sensorial.

O programa de tratamento é elaborado a partir de uma criteriosa avaliação do perfil sensorial e comportamento das crianças com intuito de adequá-lo as suas necessidades individuais e garantir melhores resultados.

Para estimular o processamento sensorial de forma eficaz, a intervenção terapêutica é realizada em um ambiente organizado sensorialmente contendo atividades e estímulos dirigidos que facilitem na aquisição de habilidades motoras e acadêmicas. A criança, com a orientação do terapêuta, aprenderá a brincar de forma eficaz, produzindo a aprendizagem e processamento organizado das informações sensoriais, durante a realização de atividades que envolvem movimento e muitos estímulos sensoriais.

A DIS pode aparecer como fator agravante do comprometimento motor, mental, comportamental ou social em diversas patologias. A Integração Sensorial pode ser adotada como terapia complementar, uma vez que baseia-se em conceitos do neurodesenvolvimento e da neuropsicologia.

A integração sensorial pode ser aplicada nas escolas onde o terapeuta será um facilitador do processo de aprendizagem acadêmica, focando o tratamento na organização do ambiente e na orientação no fornecimento dos estímulos necessários às crianças que apresentam sinais de DIS, complementando o programa educacional.


A Clínia ArteVidade está localizada na Rua França Pinto, 941 - Vila Mariana - São Paulo - SP

Tel: 6915-7511 / 5083-7758 - http://www.artevidade.com.br/

*
*
*
*
Mural:


Curso de fisioterapia aplicada a neurologia pela internet:
Educação a Distância

Curso de fisiologia geral pela internet:
Educação a Distância

Curso de memorização:

terça-feira, 5 de maio de 2009

AVAPE LANÇA PROGRAMA DE TERAPIA COM CÃES

Mais que um melhor amigo do homem, os cães são também aliados importantes no tratamento de pessoas com deficiência. Os primeiros resultados já começaram a surgir

Inovação. Foi com esta idéia em mente que a Terapia Assistida por Animais, programa que utiliza cães no tratamento de deficiências, foi implantada como projeto piloto na Unidade Clinica da AVAPE em São Bernardo do Campo. Sem restrições quanto a patologias, o programa é o preferido dos pacientes, em geral crianças, devido a simpatia que os cães conquistaram.

"Os resultados aparecem mais rapidamente, pois o paciente se sente motivado ao interagir com o cão e isso tira o foco do problema", explica a psicopedagoga da Unidade, Viviane Vivaldini.

Com cara de brincadeira, a terapia vaim aos poucos, mostrando resultados no tratamento de pacientes com Paralisia Cerebral, Hiperatividade, Autismo, transtornos de Conduta Emocionais.

Eficiente no tratamento de problemas físicos, a TAA também é aplicada para problemas psicológicos e de aprendizagem. Pesquisar sobre a raça do cão, escrever histórias e brincar de jogo da memória são apenas algumas das atividades que terapeuta, adestrador e paciente desenvolvem juntos.


Além da TAA, a AVAPE implantou em seu Centro de Convivência, no Riacho Grande, outras duas atividades envolvendo cães. Desde fevereiro, o Agility, modalidade na qual o cão transpõe obstáculos no menos tempo possível, é utilizado para exercitar o corpo e a auto-estima dos atendidos durante as aulas de Educação Física. "Isso acontece quandoeles percebem que conseguem fazer o cão obedecer a seus comandos", explica a supervisora do Centro, Alexandra Melo. Já as atividades assistidas por animais (AAA), valorizam a recreação e o sentimento de bem-estar, trazendo a melhora do quadro clínico em geral.


Um detalhe sobre os cães "terapeutas" da AVAPE faz toda a diferença: cinco, dos sete, são voluntários. "São meus clientes que concordam em disponibilizar seus bichos de estimação. Além disso, contamos também com todo o apoio veterinário necessário, pois os animais precisam estar em dia com a saúde", conta Evandro Batista, adestrador que, assim como os cães que treina, também é voluntário.


Matéria extraída do Jornal Informativo "Avape de Coração" (nº 19 - Ano 7) de propriedade da Avape. http://www.avape.org.br/


Sobre a AVAPE:


Com 26 anos de atuação, a AVAPE - Associação para Valorização e Promoção de Excepcionais) é uma instituição filantrópica beneficente de assistência social, que tem como missão promover as competências de pessoas com deficiência. Fundada em 1982, a entidadeé considerada modelo de gestão e foi a primeira em sua área a receber a certificação ISO9001. A AVAPE é reconhecida pelo trabalho de prevenção, diagnóstico, reabilitação clínica e profissional, programas comunitários e capacitação em gestão para organizações sociais.Oferece atendimento a pessoas com todos os tipos de deficiência, do recém nascido ao idoso. Dede o seu inínio, já realizou mais de 18 milhões de atendimentos gratuitos e inseriu 10 mil pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Na busca de parâmetros internacionais, mantém parcerias e etermos de cooperação técnica com diversas organizações do mundo.
*
*
*
Mural:


Curso de fisioterapia no PSF pela internet - 80h:
Educação a Distância

Curso de adaptação Curricular para Educação Especial pela Internet:
Educação a Distância

FEIJOADA BENEFICENTE DO CENTRO DE APOIO À CRIANÇA COM CÂNCER - DIA 07/06


O Centro de Apoio à Criança com Câncer realizará uma feijoada beneficente para arrecadação de fundos.

A entidade atende em média 40 pessoas por mês que vêm de todas as regiões do Brasil para São Paulo à procura de tratamento contra o câncer, na maioria crianças de todas as idades.
Como os pais não possuem condição financeira de manter-se em hotéis ou casa de familiares, a CBC acolhe os paciêntes com a pessoa responsável e fornece alimentação, acomodação e transporte até os hospitais durante o tratamento.
Dependendo apenas de doadores, está precisando arrecadar fundos em caráter de urgência, por isso, promoverá no dia 07/06/2009, na Choperia Genuíno no Bairro Vila Mariana em São Paulo, uma feijoada com Música ao Vivo e convida todos os que estiverem interessados em um bom divertimento com a alma acariciada por ótimas intenções.
O ingresso custa R$50 com direito a uma camiseta que deverá ser adquirida entrando em contato com a CBC no telefone: 11 5842-8575.
Sobre a CBC: (Matéria publicada em 13/05/08 no Jornal da Fada)


O Centro de Apoio à Criança Carente com câncer, Cândida Bermejo Camargo - "Alegria de Viver", é uma entidade sem fins lucrativos, de iniciativa privada, que atende crianças portadoras de neoplasia e outras patologias.
Fundada em 1999, recebeu este nome, porque a pessoa em questão, era avó de uma das fundadoras e faleceu de câncer.
Ampara aproximadamente 40 pessoas por mês, encaminhadas pelo serviço social do Hospital das Clínicas, Hospital do Câncer, entre outros, que vêm de diversos estados do Brasil, se hospedam na entidade, onde recebem apoio psicosocial, alimentar e transporte até os hospitais para os exames e tratamentos.
Antonia, uma das voluntárias que nos atendeu, contou que conheceu a entidade, quando veio do Pará, acompanhando uma índia que precisava de tratamento e se apaixonou pelo trabalho.
As crianças atendidas, são acompanhadas com as mães, ocupando o mesmo leito. Já os maiores, ocupam dois leitos. Alguns, ficam somente alguns dias, para a realização dos exames solicitados pelos médicos. Outros, permanecem durante meses, até que se cumpra o tratamento.
Entre as maiores necessidades, estão a falta de arroz, feijão e óleo para abastecer a dispensa. O "CBC" como é chamado, aceita doações de agasalhos, móveis e utensílios em geral, que são colocados à venda no Bazar, caso não sejam de utilidade para o público atendido.

Voluntários de todas as áreas podem participar, levando atividades para as crianças, que em sua maioria, estão muito longe da terra natal e precisando se distanciar do drama que estão vivendo.

Para maiores informações, o Centro de Apoio à Criança Carente com Câncer, está localizado na R. Miguel Gonçalves Correia, 157 - Campo Limpo - São Paulo - Tel: 5842-8575. Se quiser conhecer pela internet, é só acessar: http://www.centrocbc.org.br/

Para quem quiser fazer doações de qualquer valor, o número da conta é BANCO ITAU AGENCIA: 0866 - CONTA CORRENTE: 48600-4.

Assista o Programa Balada da Fada em uma ação no Centro de Apoio à Criança Carente com Câncer e conheça melhor este glorioso trabalho:

CHOPPERIA GENUÍNO:

O restaurante possui vários ambientes integrados à natureza, com mesas no jardim, mezaninos e área interna. Tem como diferencial a qualidade de seu chopp elogiado e premiado dentro da categoria.




Rua Joaquim Távora, 1217 - Vila Mariana
(Em frente a Escola Superior de Propaganda e Marketing)

Relacionamento é para somar, não subtrair

Camilla Couto, Orientadora Emocional para Mulheres, com foco em Relacionamentos, lembra que gente é pra brilhar, não pra se apagar p...