quarta-feira, 18 de junho de 2008

Prevenção e Erradicação do Trabalho infantil vira tema de discussão nas escolas

Os cerca de 5 milhões de alunos da rede estadual paulista irão ser informados sobre a importância da erradicação do trabalho infantil. É o que garante acordo assinado entra a Secretaria de Estado da Educação, o Ministério Público do Trabalho da 2ª e 15ª regiões e o Fórum Paulista de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil.
O projeto prevê que os estudantes paulistas passem a ter o tema "Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil" durante as aulas. Já no planejamento escolar o assunto será incluído."A erradicação do trabalho infantil precisa ter prioridade. Este acordo vem em boa hora, pois é com informações que podemos orientar nossos estudantes", afirma a secretária de Estado da Educação, Maria Helena Guimarães de Castro.
Ao Ministério Público do Trabalho caberá receber informações sobre casos concretos de trabalho infantil e tomar medidas administrativas e judiciais cabíveis.Será constituído um grupo de trabalho com representantes da Secretaria, do Ministério Público do Trabalho e do Fórum.
Em outubro de 2007, a Secretaria participou do Fórum Paulista de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil. A Constituição proíbe o trabalho do menor de 16 anos, salvo na condição de aprendiz, a partir dos 14 anos.


Secretaria da Educação

sábado, 7 de junho de 2008

Lição de Vida

Hoje eu estava fazendo um trabalho de locução em porta de loja, quando observei que haviam várias motos estacionadas e próximo à elas um senhor muito idoso.
Entre um intervalo e outro ele vinha puxar conversa comigo, dizendo que já tinha sido locutor e se eu podia deixar ele dizer algumas palavras.
Expliquei a ele que infelizmente não poderia atender seu pedido (pois se ele dissesse alguma besteira, ia prejudicar o meu trabalho). Mesmo assim, ele ficou ali por perto e eu notei que se tratava de um morador de rua, embora não tivesse aquela aparência desgastada que a gente conhece.
Num outro momento, ele voltou pra falar comigo e disse:
- Eu sou um homem de sorte, porque Deus me dá tudo aquilo que eu preciso. Eu fico aqui sentado, tomando conta dessas motos e recebo alguns trocados. Já ganhei uns R$3, mas normalmente, até o final do dia, dá pra juntar uns R$15.
De repente apareceu uma cadelinha de rua e veio brincar com ele. Eu achei graça o jeito dela e ele me disse que seu nome era Bruna, que a sua mãe havia sido morta ali perto e desde então Bruna fica o tempo todo com ele, dividindo o mesmo colchão à noite.
Como sou louca por cães, conversamos rapidamente à respeito da fidelidade dos animais e o homem acrescentou:
- Outro dia, fui parar no hospital porque estava passando mal. Sem querer, ainda escorreguei e bati com a cabeça. Dias depois, quando saí de lá de dentro, a Bruna estava me esperando sentadinha e encolhidinha na porta. Quando eu vou almoçar no "Bom Prato", ela fica do lado de fora me esperando e a carne que eu não como, eu levo pra dividir com ela. À noite, vem aquele pessoal do bem que entrega marmitex pra gente e a Bruna come comigo.
Percebi, que durante o dia inteiro, enquanto eu realizava o meu trabalho, este senhor, ficou sentado junto com a Bruna, num degrau de uma loja que estava fechada, tomando conta das motos e de vez em quando, ele recebia seus trocadinhos.
Aproximadamente às 17 hs, o tempo começou a mudar e começou a escurecer. Eu já estava no fim do meu trabalho. Comecei a desmontar meu equipamento e notei que o homem havia pego um colchão de espuma em estado precário, colocou no chão, ali na calçada, bem em frente às motos que ele estava tomando conta. Pegou a Bruna no colo, colocou no colchão e com uma manta surrada, cobriu a cadela. Levantou-se, abriu os braços, e olhando para o céu falou:
- Muito obrigado meu Deus, por tudo o que o Senhor me deu e por mais um dia.
Sentou-se, tirou os sapatos, acendeu um cigarro e mostrou o jeitinho da Bruna, toda encolhidinha, com os olhinhos brilhando e carinha de gratidão.
Saí do meu trabalho revigorada e feliz, pedindo perdão a Deus, pelos momentos em que porventura esqueci de agradecer.

quarta-feira, 4 de junho de 2008

VEM AÍ O 1º FÓRUM NOSSA SÃO PAULO!

Cerca de 750 pessoas participaram do 1º Fórum Nossa São Paulo - Propostas para uma Cidade Justa e Sustentável. Um encontro que encerrou um intenso processo de mobilização iniciado em fevereiro com a realização de cerca de 60 reuniões e debates, a fim de propor soluções para a cidade. A mobilização buscou ouvir moradores das diversas regiões do município e envolveu as mais de 450 organizações que integram o Movimento Nossa São Paulo. No total, o encontro reuniu em torno de 900 propostas.

As sugestões para a cidade serão encaminhadas aos candidatos a prefeito nas eleições municipais deste ano para que eles possam considerá-las ao elaborar os programas de governo.

Além da apresentação de propostas, o Fórum teve discussão de temas urgentes para a cidade, como o debate sobre mobilidade urbana e a roda de conversa sobre democracia participativa, que reuniu nomes de referência nacional na atuação política e social.

Estiveram presentes também representantes de organizações de 13 cidades do País e nove da Argentina, Colômbia, Chile, Peru e Paraguai que desenvolvem iniciativas com foco na sustentabilidade e no desenvolvimento.

No dia 18 de junho, quarta-feira, às 18h30, no SESC Paulista – Av. Paulista, 119 – Paraíso, realizaremos o balanço do 1º Fórum Nossa São Paulo. Para isso, contamos com a sua valiosa participação e contribuição.

Por favor, confirme presença pelo e-mail
[email protected]

Quanto se gasta para fazer uma Despedida de Solteiro(a)?

Em média, mil reais por participante Essa é uma pergunta que muitos noivos(as) fazem. Mas quanto de fato custa fazer uma Despedida de So...