quarta-feira, 29 de abril de 2009

A ABTN e as normas técnicas de acessibilidade

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABTN) é um entidade privada e sem fins lucrativos, fundada em 28 de setembro de 1940. Tem a missão de prover a sociedade brasileira de conhecimento sistematizado, por meio de documentos normativos, que permita a produção, a comercialização e uso de bens e serviços de forma competitiva e sustentável nos mercados interno e externo, contribuindo para o desenvolvimento científico e tecnológico, proteção do meio ambiente e defesa do consumidor.
A ABTN é responsável no país pela elaboração das normas brasileiras (NBR), por meio de seus comitês brasileiros (ABTN/CB) ou de organismos de Normalização Setorial (ABNT/ONS) por ela credenciados. Seu acervo hoje reúne cerca de 10 mil normas destinadas às mais diversas áreas. Os comitês e os ONS são organizados numa base setorial ou para tratar de temas de normalização que afetem diversos setores, como é o caso da Qualidade da Gestão Ambiental e da Responsabilidade Social.
Atualmente, a ABNT mantém 121 comitês. Um deles é o Comitê Brasileiro de Acessibilidade (ABNT/CB-40), com 14 normas técnicas que atendem ao disposto no Decreto federal nº 5296, de 2 de Dezembro de 2004. Uma das normas mais requisitadas pelo setor é a ABNT NBR 9050 - Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos, publicada em 2004 e que estabelece critérios e parâmetros técnicos a serem observados quando do projeto, construção, instalação e adaptação de edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos às condições de acessibilidade.
Algumas das normas da ABTN: http://www.abtn.org.br/


*
*
*
Mural:
Curso de Educação Inclusiva pela internet:
Educação a Distância
Curso de Gestão de Pessoas nas Organizações pela internet em 60 horas:
Educação a Distância

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer deixar um recado?

MENSAGENS DE AGRADECIMENTO PARA MADRINHAS E PADRINHOS

Quando chega a tão esperada hora, são tantos detalhes para cuidar que o HD da nossa memória fica tão cheio, que faltam palavras para compor ...