quinta-feira, 17 de maio de 2018

CASAMENTO SEM DÍVIDA - COMO FAZER?




Assim como tudo na vida, planejamento financeiro para conquistar o casamento dos sonhos é a base de tudo para que o sonho não se torne um pesadelo. Saiba como ser feliz em todos os passos de um dos dias mais especiais daqueles que sonham com o matrimônio.

Toda mulher (ou quase toda mulher) idealiza o dia do casamento. Mas na hora de concretizar este momento tão especial, o susto com os valores de produtos e serviços pode desanimar o casal. Então, para evitar desilusões, veja algumas dicas fundamentais para que, mesmo que o custo esteja acima das suas expectativas, você ainda possa seguir adiante com cada detalhe deste sonho.

Geralmente, o orçamento inclui diversos itens: igreja, buffet, DJ, decoração, lembrancinhas, o vestido e dia da noiva, o terno do noivo, aluguel do carro, acessórios para animar a festa etc. Ainda, soma-se os gastos com a Lua de Mel (viagem e consumo no local) e, claro, a moradia que precisa estar mobiliada. Enfim, se o “budget” estiver limitado, um planejamento (de preferência de longo prazo), se faz mais do que fundamental.

Assim fez o casal Marcelo Catanzano e Dayane Moretto, que se casará em outubro e, desde o ano passado, está planejando todos os detalhes do grande dia. “Sempre almejei casar na igreja, como manda todo o figurino. Por isso, começamos a planejar o casamento há algum tempo, mesmo assim, tomamos alguns sustos no meio do caminho, como por exemplo, os orçamentos com buffets, fotografia e filmagem, que possuem um valor bem alto (mais do que imaginávamos). Acredito que o planejamento foi e ainda é fundamental para que nós pudéssemos dar continuidade neste sonho”, comentou Dayane.

De acordo com o professor, contabilista e administrador Carlos Afonso, com um projeto e tempo hábil de realização é possível ter o casamento desejado. “Existe um ditado que diz: ‘quem quer casa, quer casa’. Ou seja, esse momento requer pé no chão, compreensão do valor que se pode investir. Quanto antes o casal começar a planejar o casamento, mais tempo ele terá para guardar esse dinheiro e tornar cada degrau deste processo, uma caminhada tranquila de se fazer”, alertou o professor, que também é escritor do livro “Organize suas finanças e saia do vermelho. “Organizar um casamento exige dedicação. O início de uma vida financeira a dois pode ser estressante para alguns casais, por isso, é necessário um bom planejamento e começar a vida de casado com o pé direito”, ponderou Afonso.

Aproveitando que maio é popularmente conhecido como o Mês das Noivas, o professor Carlos Afonso dá algumas dicas para que os cônjuges realizem o casamento ideal com um custo acessível e que não gere futuras dores de cabeça, afinal, ninguém quer voltar da Lua de Mel, com uma conta gigantesca pendurada na geladeira.

Veja algumas dicas:

Planejar com antecedência: parece clichê dizer isso, mas é válido ressaltar: para todo e qualquer projeto de vida (não só casamento), é aconselhável que se faça um bom planejamento com antecedência, assim, se houver um contratempo é mais fácil de contorná-lo.

Em relação aos casamentos, quanto mais distante for a data, mais flexibilidade o casal terá em relação aos fornecedores, tipos de pagamentos etc. O ideal é planejar até um ano antes. “Minha sugestão é que o casal tenha uma conta conjunta e todo mês depositar um valor X que, posteriormente, servirá para pagar essas despesas”, explicou.

Pesquise fornecedores: não poupe esforços em pesquisar os fornecedores. Evite surpresas desagradáveis. Visite-os, busque referências na internet (veja se há reclamações), peça indicação. Além disso, tenha uma planilha com todos os fornecedores que você visitou e pediu orçamento, incluindo serviços oferecidos e preços. Assim, ficará mais fácil comparar e escolher aquele que “casa” com seu gosto e bolso.

Negocie: depois da pesquisa pelo melhor Custo X Benefício, a negociação é um ponto muito importante. Negocie boas condições de pagamentos e descontos. Exija contrato de prestação de serviço.

Imóvel: moradia é um ponto muito importante no casamento. Talvez algo para ser pensado antes mesmo de marcar a data do casório. Mas então, surge a grande dúvida: casa própria ou aluguel? Neste caso, o professor Carlos Afonso diz que dependerá da situação do casal. “A casa própria valerá a pena se o casal tiver algum saldo de FGTS, puder dar entrada e financiar a diferença”, explicou.

Lua de mel: incluir os gastos com a lua de mel faz diferença também no orçamento. O ideal é procurar uma agência de viagem, comprar passagens com antecedência (alguns hotéis dão descontos para lua de mel). Lembre-se que há a opção de colocar a Lista de Casamento para esta finalidade. O planejamento é ideal, principalmente se o destino for internacional – tarifas com passaporte, câmbio etc.

Tecnologia a favor

Um bom aliado dos noivos de plantão e que se sentem perdidos com a quantidade de tarefas, são os aplicativos. Atualmente, estão disponíveis no mercado uma serie de apps que ajudam a organizar o casamento, tais como:

To casando: organize seu casamento

Este dispositivo permite cadastrar os fornecedores que estão prestando serviços; lista de convidados (separados por grupos), lembretes e controle de gastos. Disponível em IOS e Android.

Casamentos.com.br

Esse é um dos mais famosos, pois indica fornecedores para o casal, envia artigos sobre o assunto – com dicas e ideias; possui ferramentas como, agenda de tarefas, gestor de convidados e ajuda também no controle dos gastos. Disponível em IOS e Android.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer deixar um recado?

Como acertar o penteado no grande dia

Marcos Proença - Cabeleireiro Sejam as noivas tradicionais ou urbanas, a produção no dia mais importante da vida de quem deseja se casar...