domingo, 25 de março de 2012

ÚLTIMO DIA DO FÓRUM MUNDIAL DE SUSTENTABILIDADE

DEFESA DAS FLORESTAS E DO SEU POVO E VALOR AGREGADO SOCIOAMBENTAL FORAM PONTO ALTO DAS DISCUSSÕES DO FÓRUM MUNDIAL DE SUSTENTABILIDADE

No encerramento do evento, foi firmado compromisso do LIDE de mobilizar a sociedade por uma legislação que garanta o desenvolvimento sustentável

A ativista social e ambiental, Bianca Jagger, abordou o tema “Desenvolvimento sustentável e direitos humanos” dentro dos debates do 3º Fórum Mundial de Sustentabilidade, em Manaus. Ela lembrou que a Amazônia é um tesouro extraordinário, o lar de várias espécies e já perdemos 754 km2 da floresta amazônica.
Bianca defendeu o investimento em energias sustentáveis. “Dizem que energias renováveis é cara, mas veja quanto está custando construção de Belo Monte”, questionou numa referência a usina no Rio Madeira que, segundo ela, irá negativamente a população local. “Não podemos sacrificar as gerações atuais e futuras em prol do desenvolvimento. Temos que ter governança, pois temos apenas dez anos para atingir o ponto de não retorno”, afirmou.
Em seguida, Virgílio Viana, superintendente geral do FAS – Fundação Amazonas Sustentável, apresentou a palestra “REDD+: uma alternativa para empresas e comunidades”. Ele lembrou que o desafio é parar o desmatamento da Amazônia. “Ninguém desmata porque é burro, mas porque são inteligentes, racionais e porque querem melhorar de vida. A lógica é fazer com que o desenvolvimento econômico seja a favor da floresta e não contra”. Viana apresentou informações sobre o Programa Bolsa Floresta que investe em programas de geração de renda que não seja desmatamento, e nem ilegal.
Já Almir Suruí, Chefe do Povo Indígena Paiter Suruí (Rondônia), falou sobre “A economia verde e os povos da floresta”. Ele lembrou que a Amazônia possui 200 povos indígenas e outros 60 sem contato. “Até agora as políticas públicas e privadas não chegam às comunidades em que deveriam”. Suruí conclamou os empresários para participar da criação de um modelo de desenvolvimento da Amazônia. “Para nós, economia verde é desenvolvimento sustentável com valorização da floresta e do seu povo”, finalizou.
Oskar Metsavaht, estilista e empresário, fundador e presidente da grife Osklen, abordou a “Sustentabilidade e a indústria do desejo”. Ele lembrou que o novo luxo é a essência dos valores nobres que uma sociedade tem, e reconhece, aliado à beleza e à estética. E entre estes valores estão os socioambientais.
“Somos um país com população que precisa melhorar de vida. O Brasil precisa se desenvolver economicamente e tem espaço enorme, aproveitando nossa biodiversidade, para se tornar um país desenvolvido, igualitário na renda e de maneira sustentável”, afirmou. Para Metsavaht, um entrave para isto é que o Brasil não tem um projeto de branding. “Enquanto não tivermos valor agregado, vamos continuar apenas vendedores de commodities e falando apenas de caridade". “Temos que mostrar que é mais interessante comprar produtos sustentáveis do Brasil do que de marcas famosas dos Estados Unidos, de mão de obra barata da China”, completou.

No encerramento, João Doria Jr., presidente do LIDE – Grupo de Líderes Empresarias, leu a Carta do Amazonas. Nela o LIDE firma o compromisso de mobilizar a sociedade brasileira pela aprovação de uma legislação nacional de pagamentos por serviços ambientais, reconhecendo este mecanismo como fundamental para garantir o desenvolvimento sustentável. Também outros dez itens são destacados, entre eles o estabelecimento de metas para a universalização do acesso à energia limpa até o ano de 203 e O uso das respectivas cadeias de valor de grandes corporações para promover o comércio justo e o desenvolvimento sustentável na base da economia. A íntegra pode ser acessada em www.lidebr.com.br

Fórum, promovido pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais e realizado pela XYZ LIVE, reuniu durante três dias cerca de 900 lideranças empresariais, políticas, pesquisadores e organizações socioambientais e tem como tem central “Economia Verde e Desenvolvimento Sustentável”.

Curso online de Turismo e Meio Ambiente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer deixar um recado?

Como acertar o penteado no grande dia

Marcos Proença - Cabeleireiro Sejam as noivas tradicionais ou urbanas, a produção no dia mais importante da vida de quem deseja se casar...